domingo, 3 de novembro de 2013

Coringa da cozinha: Ragú de fraldinha

Falta tempo? E para quem não falta? Talvez essa seja a desculpa para deixar nosso hobby de lado, hehe (não siga esse exemplo! é feio!) Mas não precisa ser desculpa para comer mal! Então hoje vamos ensinar um prato coringa! Super fácil e delicioso, com cara de comida de mãe, de casa... E dá pra fazer uma quantidade maior e congelar em potinhos. O ragú de fraldinha já virou molho de macarrão, acompanhamento de risoto e hoje será servido com aquele nhoque que já ensinamos por aqui. Alías o nhoque também é figura garantida no meu congelador, e me salva sempre que estou sem tempo nenhum ou com uma preguiça danada.
Estou pensando em usar pra fazer um escondidinho também... Enfim, é muito versátil, barato, fácil e leve! 


Vamos lá!

Ingredientes para 5 a 6 porções (essa coisa de "porção" é sempre difícil pra mim, porque depende muito, né? aqui serviu de molho para 8 pratos de macarrão ou nhoque, mas nós comemos pouco, então pode render menos se a família for melhor de garfo...):
  • 1kg de fraldinha limpa cortada em cubos 
  • 2 colheres (sopa) de óleo ou azeite
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 3 dentes de alho médios ou grandes amassados
  • 3 talos grandes de salsão em rodelas finas
  • 2 latas de tomate pelado 
  • 500ml de vinho tinto
  • 3 cenouras grandes em rodelas
  • 2 cebolas grandes em rodelas
  • 2 pimentas de cheiro inteiras
  • 3 pimentas cumari ou malagueta (opcional, só use se gosta de sentir o ardido da pimenta mais evidente)
  • 1 ramo de alecrim (só as folhinhas)
  • 3 ramos de tomilho (só as folhinhas)
  • 3 ramos de orégano fresco (só as folhinhas, e se não tiver o fresco, coloque outra ervinha, o orégano seco não fica legal)
  • salsinha picada a gosto
Vou começar pelas dicas de congelamento! Quem não morre de dó de derramar 500ml de vinho gostoso em um molho? Eu sofria muito! Mas agora toda vez que sobra um pouquinho de vinho na garrafa, ou que abrimos uma que não agrada, congelamos em um saquinho. Claro que não vai servir para tomar mais tarde, mas não perde nada se você for usar para cozinhar. Temos um saquinho para vinho branco e outro para vinho tinto. 
Também congelo os talos de salsão, porque sempre que compro aquele maço enorme não uso nem metade. Simplesmente limpo bem e congelo os talos. Ainda estou estudando o que fazer com as folhas, porque dá muita dó jogar fora...
O último item é a salsinha. Pode congelar picadinha em um potinho. A única dica é: você tem que usar congelada mesmo, não pode deixar o potinho descongelando e depois voltar pro freezer porque gruda tudo. Nesse caso prefiro colocar na panela e não diretamente no prato. Descongela em segundos e preserva a cor e o sabor.
Chega de enrolação! 
Primeiro pique tudo e reserve. 
Leve à panela de pressão em fogo alto o óleo, o alho, o sal e a carne. Deixe refogar até secar o caldo no fundo da panela.
Enquanto está refogando, acrescente as ervinhas (alecrim, tomilho e orégano), a pimenta cumari e metade da cebola. Assim que começar a secar pode acrescentar os outros ingredientes (exceto a salsinha) e 200ml de água. Tampe a panela de pressão e quando começar a chiar (esse é o momento em que a panela atinge a pressão máxima) abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos.

Enquanto isso, uma tacinha de vinho tinto e um petisquinho para relaxar.
Quando der os 30 minutos, tire a pressão e abra a panela. Mexa bem com uma colher e vá apertando um pouco a carne e as cenouras contra a panela para começar a desmanchar. A cenoura deixa o molho mais cremosinho, o tomate deixa o sabor mais leve e a cor bem bonita.
Acerte o sal, tampe novamente e deixe mais 10 minutos na pressão. Quando ficar pronto, acrescente a salsinha e prontinho! 

Quanto mais você mexer o molho com a colher, mais desfiadinha vai ficar a carne. O marido prefere os pedacinhos maiores, então não deixo desmanchar demais.
Servi com o nhoque que descongelei na hora e cobri com mais salsinha! Tomamos uma garrafa do tinto sul africano Fleur du Cap Pinotage 2010 que combinou muito bem. Hmmm deu fome de novo!

Um comentário:

  1. Aqui em casa o ragu faz muito sucesso com nhoque de sêmola! Amei a dica de congelar o vinho.
    Bjs

    ResponderExcluir