quarta-feira, 27 de junho de 2012

Homem na Cozinha: O Incrível Polpetone

Oba! Temos novidade no brog! Vamos inaugurar a sessão "Homem na Cozinha"! Podem dizer que estou puxando saco só porque foi o marido que fez, mas tenho que confessar que me surpreendi demais com o resultado desse desafio!

 


Estávamos assistindo tv quando começou o programa "Que Marravilha!" do Claude Troigros. Esse episódio contava a aventura culinária de uma garota que não sabia nada (nada mesmo!) de cozinha. Eu achei que o Claude ia levar isso em consideração e ensinar uma receita simples e gostosa, mas para nossa surpresa ele ensinou a fazer um polpetone trabalhoso, mas perfeito!


Vale a pena assistir o episódio, engraçado demais a menina jogando leite na carne e depois lendo que o leite era só pra molhar um pão, ai ai... Desastres na cozinha, QUEM NUNCA?

Bom, marido viu a cena e de dentro de seus genes competitivos de homem saiu: "Ah, nem parece tão difícil, vou fazer pro almoço!"

Claaaaro!!! É pra já! 

Fiquei de assistente, lava louça e fotógrafa, o resto foi com ele.

A primeira coisa que se deve fazer quando se pretende executar uma receita com muitos passos é separar todos os ingredientes já na quantidade a ser utilizada. Tipo Ana Maria Braga, sabe? É essencial. Ah, e leia a receita toda (até o fim!) antes de começar. 

Vamos por partes então:
Rende de 7 a 8 polpetones grandes!

Para a carne:
  • 700g de carne moída (pode ser alcatra, contra-filé ou outra carne macia e bem vermelha que tiver no mercado)
  • 5 fatias de pão de forma rasgado e molhados no leite
  • 200ml de leite (leite APENAS para molhar o pão!)
  • 200g de cebola roxa picada (1 cebola média)
  • 1 ovo
  • 50g de parmesão ralado
  • 1 colher (sopa) de mostarda de Dijon (não tinha dijon, então usei uma mostarda escura que tinha em casa)
  • Pimenta dedo-de-moça picada (essa é ao gosto do freguês e eu usei umas 4 porque não sinto ardor nenhum nessa pimenta)
  • 1/2 xícara de salsa fresca bem picadinha
  • Sal e pimenta (a gosto) *
*Vale fazer uma pausa aqui para explicar o "sal a gosto". Nesse caso não tem como dar uma medida exata porque o sal do queijo e a mostarda podem alterar o sabor então comece com uma colher (chá) de sal e depois de misturar bem a massa, prove um pedacinho. Finge que é quibe cru e prova sem cara de nojo!

Junte a carne, a cebola, o ovo, a mostarda, a pimenta dedo-de-moça, a salsa, o sal e a pimenta preta. Misture bem, com a mão mesmo.
Molhe o pão no leite e depois aperte bem com a mão para tirar o líquido. Vai colocando o pão espremido junto da carne e misture também.

Para o recheio do polpetone:
  • 2 colheres (sopa) de cream cheese
  • 300g de mussarela ralada
Misture bem os dois ingredientes e vai virar uma massinha de queijo.

Agora é hora da montagem:

Pegue uma parte da carne mais ou menos do tamanho de uma maçã grande e faça uma bola com a mão. Coloque em cima de uma papel filme e vai apertando até virar um disco. Coloque uma bolinha achatada do creme de queijo mais perto da borda da carne e depois dobre como se fosse a massa de um pastel. Feche bem as bordas para o recheio não vazar quando for assar. Enrole com o papel filme e leve à geladeira por 1 hora.

Bom, depois de pronto descobrimos outras formas mais fáceis de fazer, como por exemplo fazer dois discos de carne, colocar a massinha de queijo entre eles e fazer o polpetone redondo. Parece bem mais prático, mas era tarde demais.

Para empanar:

  • 100g de farinha de trigo
  • 200g de farinha de rosca ou panko (um tipo japonês de farinha)**
  • 2 ovos
**A gente não tinha farinha de rosca nem panko (óbvio! quem tem isso???) Daí tentamos torrar o pão de fôrma e bater no mixer... Deu quase certo, mas como o pão não ficou muito sequinho o resultado foi uma farinha muito grossa e meio úmida... Enfim, compre a farinha de rosca e diminua o sofrimento.

Coloque cada ingrediente em uma travessa separada, daí passe os polpetones um a um na farinha de trigo, depois nos ovos (batidos) e depois na farinha de rosca.


Leve os polpetones, também um a um, na frigideira com óleo bem quente para dourar e fique atento pois é muito rápido e você definitivamente não quer queimar nada a essa altura do campeonato.

Depois de dourados, coloque-os em uma assadeira e leve ao forno a 180 graus por 12 minutos se preferir mais molhadinho. Caso queira mais sequinho deixe por 15 minutos.

Agora vem a PROVA de FOGO! O objetivo é não vazar o recheio enquanto assa!

e o marido? passou?

Claro!! Polpetones crocantes e não vazou nadinha! Me enche de orgulho!


O molho e a massa vão ficar para o próximo post para este não ficar muito longo.
Aliás adianto que esse molho é uma delícia e super versátil!!! Vale a visita por aqui!





6 comentários:

  1. Aguardem o próximo capítulo...!

    ResponderExcluir
  2. Boa, Alaor!
    http://i.imgur.com/04SOd.gif

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O gif não apareceu aqui :D ... abri no browser..
      Boa!

      Excluir
  3. Eu tenho farinha panko em casa...kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que chiqueeee!!! :)
      Vou ter que fazer um update: Quem, além da Karina, tem isso em casa?!?!? hahaha

      Excluir
  4. Oi, Deisy!

    Ficou bonito esse polpetone, hein? Seu marido tá de parabéns! :)

    ResponderExcluir